UD Cariense: Iniciados repetem título distrital

Pupilos de Costinha repetem proeza da última temporada. Segue-se a Taça Nacional, a primeira do escalão

Este slideshow necessita de JavaScript.

A previsão cumpriu-se e a equipa de iniciados da União Desportiva Cariense festejou mesmo o título na última jornada do Campeonato Distrital no seu terreno. Os pupilos de Costinha podiam até nem vencer, mas a verdade é que cumpriram a sua missão alcançando uma vitória clara e esclarecedora representada no resultado de 7 bolas a 2 frente a um Boa Esperança que deu uma boa replica no início da segunda parte, mas que esteve longe de discutir o resultado.

A equipa de Caria respirava confiança, não perdia em casa, como salientou o técnico no final do encontro, há 36 meses um dado que premeia o trabalho dos jovens carienses que puderam festejar o título junto dos seus adeptos e de uma “claque” especial composta pelos atletas da equipa de infantis da União Desportiva de Belmonte que fizeram questão de estar presentes do pavilhão Gimnodesportivo de Caria antes do seu encontro (também eles em boa posição para a disputa do título de campeão distrital) para apoiar os atletas carienses, um excelente exemplo dado pelos jovens.

Segue-se agora a primeira edição da Taça Nacional de Inciados, onde a equipa cariense foi integrada na Zona Norte (série c). Já no próximo fim-de-semana (18 março) a equipa de Vítor Costa recebe a equipa do São João de Coimbra, para a jornada individual desta competição.

“Temos feito por isso, os títulos não chegam sem se trabalhar muito”, começou por adiantar, no final do encontro, o técnico Vítor Costa, acrescentando que “apesar de dois percalços a diferença ao longo do campeonato foi notória”. O técnico defendeu também que “os títulos não são tudo, é muito mais importante conseguirmos colocar um miúdo que nasceu aqui nos seniores do que ganharmos um campeonato, mas claro que gostamos de ganhar” e os primeiros frutos já estão a chegar à equipa principal do Cariense.

“Esta é uma competição que vai fazer destes miúdos muito mais jogadores amanhã, logo a seguir ao jogo de sábado vamos ter jogadores muito melhores do que hoje”, defendeu Costinha referindo-se à primeira Taça Nacional de iniciados, confessando ainda que é uma competição muito mais exigente. “O tempo é logo um handicap, estes miúdos jogam 25 minutos corridos, na Taça Nacional, vamos jogar 20 minutos a parar, depois não podem esperar milagres”, criticou o técnico que adiantou que o objetivo passa por fazer o máximo de pontos possível.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s